segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

BARBOSA FERRAZ: IML não deu causa da morte de detento como infarto e resultado só com exames complementares

Por Claudiney Costa - rato
30/12/2019


O IML de Campo Mourão ainda deverá demorar alguns dias para emitir o laudo final sobre a causa da morte do detento, Nivaldo Francisco Viana, de 45 anos, que passou mal no interior da carceragem da Delegacia de Polícia Civil de Barbosa Ferraz e faleceu.


Em um primeiro momento, após o socorro prestado pelo SAMU, foi informado que a suspeita é que Nivaldo tenha sofrido um infarto e após ser reanimando pela equipe de saúde, não resistiu e faleceu ainda no hospital municipal de Barbosa Ferraz.

Um dos filhos de Nivaldo entrou em contato com a coluna neste domingo (29), informando que esteve no IML - Instituto Médico Legal de Campo Mourão, conversou com funcionários e, segundo ele, a causa da morte deverá ser investigada. Amostras de sangue e órgãos foram colhidas, sendo enviados para análise pericial na capital do estado. Após o exame detalhado, o IML irá apontar se a causa da morte foi realmente um infarto ou se existiu outro fator que levou Nivaldo a morte. O corpo de Nivaldo não apresentava nenhuma lesão.

No atestado de óbito - após relatório inicial do IML - apresentado a coluna pelo filho de Nivaldo, aparece causa da morte a ser investigada com exames complementares. A correção no atestado de óbito deverá ser feita após o resultado da análise de laboratório, que deverá demorar alguns dias.