segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

BARBOSA FERRAZ: A verdade! Município ainda não pagou dívida com o SAMU

Por Claudiney Costa – rato
16/12/2019


Após o procurador jurídico da prefeitura, senhor Moacir Nunes, ter vindo a público nas redes sociais, em comentário em publicação da coluna, afirmando que havíamos noticiado matéria falsa sobre as dívidas que o município tem com o SAMU, a coluna aguardou até esta segunda-feira (16) para responder a informação do advogado e esclarecer o caso. O procurador da prefeitura rebateu a matéria afirmando que o município não possui mais dívida junto ao consórcio SAMU Noroeste e que a informação seria uma deslavada Fake News. Isso não é verdade!


Um trecho da matéria que fala sobre o recolhimento da ambulância nova do SAMU, por ordem judicial devido a problemas de seguro, existe um parágrafo que cita a dívida do município com o consórcio, fazendo a referência de que se arrasta há meses, mas precisamente há cerca de um ano e meio, desde meados de 2018. O caso veio à tona depois que o consórcio emitiu um aviso para a câmara de vereadores do município. 

Abaixo print do trecho da matéria sobre recolhimento da ambulância nova do SAMU: 

"Notem que não existe qualquer citação sobre a atual gestão em relação ao recolhimento da ambulância nova."

A notícia sobre uma possível ação judicial por dívida foi trazida publicamente pelo vereador José Augusto, após a câmara ser notificada. A coluna em nenhum momento reproduziu matéria jornalistica sobre esse fato.

Outro ponto sobre o recolhimento da ambulância por ordem judicial, questionado por Nunes, o caso está devidamente explicado no texto da notícia, acima no print da matéria. Realmente foi recolhida por ordem judicial e que a questão é o seguro. Isso está claro e em momento algum se incluiu a gestão na questão do seguro, isso é outra inverdade por parte do procurador. A única referência que é feita é sobre a ambulância nova do SAMU de Barbosa Ferraz ter sido recolhida por ordem judicial, o que é fato.

O advogado Moacir Nunes discordou também sobre o trecho que fala sobre a dívida e comentou na postagem que a coluna deveria fazer uma retratação. Ele também deu a entender que a divida que existia já não existe mais, o que não é verdade.

Em seu último comentário público na postagem da Fanpage o advogado Moacir Nunes fez a seguinte citação e referência ao nome do redator da coluna:

“Senhor administrador do Blog COLUNA DO RATO e Senhor Claudinei, conhecido por RATO, o município de Barbosa Ferraz, por seu procurador jurídico, vem informar tratar-se a primeira parte desta notícia uma deslavada FAKE NEWS, por favor, retratar, uma vez que o município de Barbosa Ferraz NÃO TEM NENHUM DÉBITO PENDENTE, portanto a informação de Vossa Senhoria tanto no Facebook quanto no Blog é INVERÍDICA e o Senhor não tem prova desta afirmação, por favor, faça como um bom jornalista deve fazer, checar os fatos antes de publicá-los, só nos procurar (é o que deveria ter feito) e a PREFEITURA ou mesmo se tivesse dirigido junto ao CONSÓRCIO que administra o SAMU e tivesse buscado a informação correta o senhor não teria publica esta Fake News. antes de fazer tal afirmação.” Finalizou o advogado e procurador jurídico Moacir Nunes.




Quem deveria se informar melhor dos fatos não é a redação da coluna do rato!

Vamos aos fatos! Primeiro que o procurador não está sendo claro quanto o ocorrido e tenta fazer cortina de fumaça. A coluna do rato, por fazer um jornalismo sério e com responsabilidade sempre busca a verdade e jamais iria publicar matéria sem antes consultar a fonte e saber se tudo condiz com a verdade dos fatos narrados. Antes da publicação a reportagem entrou em contato com o Consórcio SAMU Noroeste, falando com um dos funcionários, que nos repassou os detalhes do acordo e orientou a encaminhar oficio direcionado ao departamento de contabilidade do CIUENP. Mesmo já sabendo do teor do acordo recebemos a resposta nesta segunda e aguardamos então para divulgar com a prova do que a redação já sabia.

Para agilizar tal situação a redação solicitou ao vereador José Augusto de Macedo que protocolasse oficio junto ao CIUENP para que obtivéssemos cópia do documento sobre a divida do município junto ao SAMU. Fomos então prontamente atendidos pelo vereador e recebemos a resposta que trata do caso, detalhando como se encontra no momento a dívida do município junto ao consórcio.

O município de Barbosa Ferraz deve ao consórcio desde meados de 2018, quando deixou de pagar as parcelas. Após a notificação o município, no último dia 09 de dezembro, procurou a entidade e fez um compromisso de pagar a dívida, mas para isso pediu um parcelamento em 12 vezes, começando a pagar em janeiro de 2020, ou seja, ele se comprometeu em pagar a dívida durante os últimos doze meses da atual gestão.

Na resposta enviada pelo consórcio está declarada da seguinte forma,
“No dia 09 de dezembro o município de Barbosa Ferraz firmou juntamente ao CIUENP competente termo de parcelamento do DÉBITO EXISTENTE - vejam bem, débito existente - no montante total de R$192.890,25 (Cento e noventa e dois mil, oitocentos e noventa reais e vinte e cinco centavos) [...].”

A resposta que fomos buscar junto ao consórcio é clara e objetiva. O município não pagou nenhum valor da dívida, ainda. O que foi realizado foi um acordo de parcelamento dessa dívida que deverá ser iniciado o cumprimento em janeiro próximo.

Uma questão que está explicitada na resposta que recebemos do Consórcio SAMU é que além das 12 parcelas mensais no valor R$16.074,19 cada, o município terá que pagar junto à parcela natural do mês, que é cerca de R$12 mil reais, o que dará uma mensalidade de cerca de R$28 mil reais por mês, a dívida mais a mensalidade, até dezembro de 2020, quando se encerra o atual mandato. Na resposta está claro ainda que caso não se cumpra dentro do prazo de cada parcela serão incluídos os juros, já que no parcelamento foram deixados os juros de fora.

Na resposta está clara também que o município não quitou a divida com o SAMU NOROESTE, apenas parcelou a dívida que existe e o CIUENP é muito claro nessa questão de acordo com os termos usados na resposta e ainda cita que caso o município de Barbosa Ferraz não cumpra o compromisso da DÍVIDA à entidade entrará com ação extrajudicial. Momentaneamente o município está livre de cobrança, já que foi feito um acordo de parcelamento da divida existente e a PENDÊNCIA (que ainda existe) foi prorrogada em 12 parcelas de R$16.047,19.

Abaixo a resposta que solicitamos e nos foi enviada pelo CIUENP, através de oficio solicitado pela redação ao vereador José Augusto Macedo.

A coluna do rato sempre busca a verdade! A verdade dos fatos são esses! A coluna do rato não mentiu e jamais irá forjar matéria para enganar o leitor, jamais irá produzir Fake News para denegrir a imagem do município interna e externamente conforme disse o senhor Moacir Nunes. A coluna do rato é um órgão de imprensa respeitado em toda região e vai continuar fazendo seu trabalho sério, sempre levando a verdade para quem nos acompanha todos os dias.

Abaixo segue resposta da Consórcio SAMU Noroeste: