terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Mulher é agredida por ir a igreja diferente da que o marido frequenta

Por Claudiney Costa - rato
10/12/2019


A Polícia Militar registrou mais um caso de violência doméstica na noite dessa segunda-feira, em Campo Mourão, porém o que chamou a atenção na ocorrência foi a motivação da agressão. A mulher, de 42 anos, relatou aos policiais que foi agredida apenas por ter ido a uma igreja diferente da que o companheiro costuma frequentar.


O homem, de 43 anos, também agrediu um filho de nove anos. O menino apresentava hematoma no olho direito quando os policiais chegaram para atender a ocorrência.

A mulher informou que levou socos e chutes e que o filho também apanhou por tentar impedir a violência. Ainda segundo ela, o marido a agrediu também com “pranchadas” de um facão, o qual foi apreendido pela PM.

O agressor também teria colocado o facão no pescoço da filha de apenas dois anos, segundo a mãe. Ainda de acordo com a vítima, essa não é a primeira vez que é agredida pelo marido.

O acusado estava embriagado e foi preso pela PM, sendo encaminhado para a 16ª Subdivisão Policial de Campo Mourão para as devidas providências.

(Com inf. Tásabendo)