sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

QUINTA DO SOL: ONG quer proibir almoço grátis com picanha



Uma ação ajuizada pela ONG Vigilantes da Gestão Pública, de Curitiba, pede a suspensão da festa anunciada pela Prefeitura de Quinta do Sol, onde os moradores do município receberam convite grátis para um almoço no próximo dia 15 de dezembro, onde será servida picanha. Mais de duas toneladas da carne, que é um dos cortes bovinos mais caros, foram adquiridos por meio de licitação para a festa, que marca os 55 anos do município.


O presidente da ONG, Sir Carvalho, diz que a ação pretende “coibir o desperdício e a má aplicação do dinheiro do povo de Quinta do Sol”. Ele alega ainda que a cidade enfrenta epidemia de dengue e a festa, que terá ainda show com dupla Rick e Renner, é uma afronta aos princípios da administração pública. “A população carece de outros serviços básicos como tratamento sanitário”, reforça a ONG, ao acrescentar que o prefeito estaria violando os princípios da moralidade e eficiência que devem nortear a administração pública.

Ao citar gastos de R$ 112,5 mil com alimentos e locação de mesas e cadeiras, a ação, com pedido de liminar, alega que a festa está sendo divulgada na página do município com um “ar propagandista” de que quem está realizando é o prefeito João Claudio Romero e o vice-prefeito Leandro Arruda. A suspensão da festa será analisada pelo juízo da Vara da Fazenda Pública da comarca de Engenheiro Beltrão.

Surpreso

O prefeito João Cláudio diz que ficou surpreso com a atitude da ONG. “Se houver uma decisão judicial, teremos que cumprir, mas não consigo entender em que a festa da cidade incomoda uma ONG de Curitiba”, disse o prefeito à reportagem da TRIBUNA. Ele reconhece que a alta no preço da carne bovina não era esperada, mas diz que a licitação do produto foi realizada antes da alta.

Tem várias cidades que fazem dois três dias de festa, com shows caros e aqui é só um dia e o almoço grátis é para os moradores daqui, que pagam seus impostos aqui. Muitas famílias da cidade não comem picanha durante o ano inteiro por isso não considero desperdício de dinheiro oferecer essa oportunidade a nossos munícipes”, completa o prefeito.

Quinta do Sol tem cerca de 4.600 habitantes e segundo o prefeito os convites para o almoço são distribuídos em todos os domicílios, inclusive na zona rural. Para participar, porém, é necessário comprovar que mora em Quinta do Sol e o convite recebido na casa deve ser apresentado para entrar no Centro de Eventos no dia do almoço. Os convidados deverão levar pratos e talheres e haverá a comercialização de bebidas no local.

“O aniversário é de Quinta do Sol, então a comemoração tem que ser para todos os nossos cidadãos quintassolenses”, justifica o prefeito. Já os shows artísticos é aberto a participação de visitantes de outras cidades. A festa grátis à população começou no ano passado em substituição ao prato típico da cidade, que era o “Leitão ao fogo de chão”. O aniversário é comemorado no dia 14 (sábado).

(Com informações de Valdir Bonete, da Tribuna do Interior)