segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

BARBOSA FERRAZ: Movimento de amigos contra Dengue chamou a atenção do Estado



O ex-secretário de saúde do município de Barbosa Ferraz, Eurivelton Wagner Siqueira, atualmente chefe da regional de saúde, procurou a imprensa de Campo Mourão para comentar a ação desenvolvida por um grupo de amigos em Barbosa Ferraz, no bairro Vila Esperança. Na reportagem ele destaca que a iniciativa do grupo de Barbosa Ferraz, apesar de louvável, foi contra as normas estabelecidas pela vigilância sanitária.


(Clique duas vezes e assista o vídeo)



O que ele não sabia é que a ação do grupo de amigos foi mais para chamar a atenção para o grave problema que assola o município do que mais propriamente para causar o efeito devastador que ele tentou vincular na intenção do grupo.

Dezenas de pessoas estão procurando o hospital municipal todos os dias, contraindo Dengue. O último relatório do departamento responsável da prefeitura apontou 98 casos de dengue e dezenas de outros suspeitos e não para por ai. Todos os dias novos casos são identificados e com certeza já passa de 100.

Barbosa Ferraz, nesse passo largo caminha para uma situação de epidemia se algo não for feito rapidamente.

Não basta apenas esperar que a população se movimente para combater a doença, mas é extremamente necessário o envolvimento forte do poder público, com ações de incentivo ao combate e programas de saúde que oriente de forma efetiva a população.

O grupo de amigos, coordenados pelo morador do bairro Esperança, Djalminha da Eletro e Cia, adquiriu um dos produtos mais suaves e autorizados pelo governo federal, podendo ser comprado em qualquer casa agropecuária, por qualquer pessoa, sendo dispensado autorização. A intenção do grupo foi chamar a atenção do poder público para a seriedade do problema, já que no bairro Vila Esperança existe uma grande concentração de casos de dengue. O produto, apesar de inofensivo ao ser humano, foi pulverizado apenas em alguns bueiros, longe do contato com pessoas e também em uma área de banhado com grande concentração de mosquitos. O local existe uma grande quantidade de plantas que acumulam água parada e foi encontrado focos do mosquito.

Segundo o grupo de amigos, o resultado foi alcançado, já que a intenção era chamar a atenção do poder público municipal para o problema e conseguiram além disso, que foi chamar a atenção da Regional de Saúde do Estado, fazendo com que o responsável pela regional viesse a público se manifestar sobre a inciativa do grupo de amigos de Barbosa Ferraz, mesmo que para criticar.

(Clique duas vezes e assista o vídeo)


“O produto que foi passado é inofensivo a população e qualquer um pode comprar em qualquer loja do ramo e passar na própria casa. Ninguém vai contratar um técnico para passar um “SBP” ou um veneno de matar baratas. Se fosse proibido não estaria a disposição de toda população e a venda numa prateleira. O que nós fizemos foi um movimento local e isolado para chamar a atenção e parece que deu certo. Só esperamos agora que o poder público faça alguma coisa e não espere que pessoas morram para depois lamentar”. Disse Djalminha.