segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

Esquema de cirurgias no Hospital Angelina Caron é investigado pelo MPPR



Um esquema de venda de cirurgias bariátricas feitas pelo SUS, serviço público de saúde, opera dentro do hospital Angelina Caron, responsável por um terço dos procedimentos deste tipo no Brasil.
⠀⠀⠀⠀
O hospital, que é privado, nega participar das irregularidades, inclusive enfatizando que já denunciou o problema às autoridades. Nenhum representante do hospital quis conceder entrevista. O MP-PR (Ministério Público do Paraná) investiga denúncias.
⠀⠀⠀⠀
Por meio do esquema, pessoas obesas do Paraná e de fora do Paraná e que querem ser operadas conseguem a cirurgia feita pelo SUS mediante pagamento de até R$ 1.500, segundo apurou uma reportagem do UOL.
⠀⠀⠀⠀
Atravessadores mantêm contatos com funcionários do hospital e conseguem agendar em meses procedimentos que só seriam realizados após anos de espera em outros hospitais, de outras cidades.