sábado, 29 de fevereiro de 2020

Barbosa Ferraz é o mais contaminado pela Dengue na COMCAM, aponta Secretaria Estadual da Saúde


Comparados os números que estão sendo divulgados pela Secretaria Estadual da Saúde, repassados pela Regional de Saúde de Campo Mourão e que estão sendo divulgados pela imprensa regional, com os números verdadeiros divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde de Barbosa Ferraz, existe um desencontro de informações com os dados reais. O município é hoje o mais afetado pela dengue em toda região da COMCAM – Comunidade dos Municípios da Região de Campo Mourão, seguido por Engenheiro Beltrão, é o que informa relatório da Secretaria Estadual da Saúde do Paraná, divulgado na última quarta (26).


Uma matéria do jornal Tribuna do Interior, de Campo Mourão, divulgada nesta sexta-feira (28), no mesmo dia em que a secretaria municipal de saúde de Barbosa Ferraz divulgou os números exatos, consta uma quantidade de 311 casos menor que os números oficiais do município, que eram até ontem, de 1.107 casos positivos.

O jornal, publicou matéria com base nas informações repassadas pela Secretaria Estadual da Saúde do Paraná, em relatório divulgado na última quarta (26). A SESA recebe as informações da Regional de Saúde de Campo Mourão, que recebe os dados dos municípios da região. Foi informado que até dia 26, Barbosa Ferraz já era o município mais contaminado da COMCAM, com 796 casos. Esses números não são os verdadeiros, já que na semana anterior ao carnaval já eram 983 casos positivos, 187 a mais que os números divulgados ontem pelo jornal e repassados pela SESA após receber os dados da regional de saúde.

Ontem, dia 28, já foram divulgados os novos números da dengue no município de Barbosa Ferraz, 1.107 casos positivos, uma diferença de 311 casos a mais em relação ao divulgado pela SESA e imprensa de Campo Mourão como sendo os números atuais.

O relatório da SESA informa também que ocorreram três mortes de pessoas contaminadas, quando na verdade até no dia 26, já eram quatro pacientes em tratamento de dengue, que faleceram, uma criança de 9 anos e três idosos. A quinta morte , um idoso de 85 anos, ocorreu um dia após a divulgação do relatório, nesta quinta (27).

Nossa reportagem tentou contato com a regional de saúde de Campo Mourão para saber porque esses números não foram corrigidos junto a SESA, mas até o fechamento dessa reportagem não obtivemos resposta.

Crise

Barbosa Ferraz vive a maior crise de sua história em relação a dengue. Com a situação fora de controle, o poder executivo do município recorreu ao governo do estado e o secretário estadual de saúde, Beto Preto, veio ao município no último sábado(22) e prometeu ajuda.

Avanço da doença 

Barbosa Ferraz -

No início de janeiro, até o dia 8, foram contabilizadas 186 notificações e confirmados 94 pacientes com dengue.

Os números saíram de controle e a doença avançou de forma avassaladora. 

Na segunda semana de janeiro já eram 143 casos positivos.

No final de janeiro já eram 345 casos positivos para 603 notificações. 

No dia 5 de fevereiro os números aumentaram e chegaram a 421 casos positivos para 817 notificações. 

No dia 13 de fevereiro já eram 590 casos positivos para 1093 notificações.  

No dia 23 de fevereiro já eram 983 casos positivos para 1.790 notificações.

No dia 28 de fevereiro já eram 1.107 casos positivos para 2.111 notificações.


SESA

No última sábado (22) o secretário estadual de saúde, Beto Preto, veio ao município e prometeu enviar auxilio no combate ao mosquito transmissor. O secretário informou que além da ampliação do trabalho de campo, com arrastões, remoção mecânica de possíveis focos, em conjunto com agentes comunitários e agentes de endemias do município e do estado, o município também irá contar com equipes de outras regionais de saúde, para atuar na frente de combate que o governo do estado irá promover em Barbosa Ferraz. A reunião com Beto Preto aconteceu no último sábado, dia 22.

Disk Dengue

Um número de whatsapp, Disk Dengue, foi disponibilizado pelo município para denúncias: (44)997678684