domingo, 2 de fevereiro de 2020

BARBOSA FERRAZ: Tentativa do PT de escolher um nome de consenso em Ourilândia esbarrou na democracia



O encontro aconteceu nesta sexta-feira (31), quando foi realizada uma espécie de audiência pública no salão de festas da igreja católica do distrito de Ourilândia. Um morador do distrito resolveu reunir a comunidade para tentar por aclamação escolher um nome para ser o representante do bairro como candidato a vereador, nas eleições municipais deste ano.


Durante o encontro, que reuniu cerca de 50 moradores e mais algumas pessoas da cidade de Barbosa Ferraz, a reunião não chegou a um consenso e ficou decidido que qualquer morador do bairro que decidir se candidatar deverá seguir suas próprias convicções. Uma das moradores, Bruna Vidoti, se levantou e discordou da iniciativa, já que isso, segundo ela, fere a democracia e o livre direito de qualquer um colocar à disposição da comunidade.

Bruna Vidoti, moradora de Ourilândia e pré-candidata a vereadora

Após a fala da Bruna Vidoti, que informou que é pré-candidata a vereadora, independente de outras situações estará apoiando o professor Luciano, e também a discordância de grande parte dos presentes em relação a iniciativa, a reunião foi encerrada e ficou tudo como antes.

O encontro que foi organizado por um filiado do PT, que mora no distrito, reuniu cerca de 50 pessoas. O distrito de Ourilândia possui cerca de 500 eleitores.