quinta-feira, 6 de fevereiro de 2020

Ex-vereador de Juranda é morto a tiros dentro da casa



O ex-vereador de Juranda, Pedro Gonçalves, o popular “Tiroga”, foi assassinado a tiros dentro da casa dele, no distrito de Primavera. O crime ocorreu por volta das 21 horas desta quarta-feira (05), praticado por dois homens. O ex-vereador teria sido atingido por pelo menos quatro disparos e caiu morto entre a sala e a cozinha.

As primeiras informações é que dois homens chegaram e como o portão da casa estava aberto entraram na residência e perguntaram por “Tiroga”. Já desconfiada, a mulher do ex-vereador teria falado em voz alta que ele estava viajando, mas o marido apareceu na sala e foi alvejado.

Os atiradores fugiram e ainda não foram localizados pela polícia, que iniciou as investigações. A principal suspeita é que o crime teria sido uma vingança, já que em outubro do ano passado “Tiroga” matou um homem no distrito de Paulistânia, em Alto Piquiri.

Pedro Gonçalves foi vereador por duas vezes em Juranda e chegou a presidir a Câmara. Em 2015, porém, ele teve o mandato cassado após ser preso pelo pelo Gaeco no Posto Tio Patinhas, em Campo Mourão. Na época, junto com outros dois vereadores, ele foi flagrado numa tentativa de extorsão à então ex-prefeita Leila Amadei (hoje prefeita). A prisão ocorreu no momento em que os três vereadores se preparavam para receber R$ 25 mil, cada um. O dinheiro teria sido exigido por eles para aprovar as contas da prefeita.

Após deixar a prisão, “Tiroga” mudou-se de Juranda para Alto Piquiri, onde montou um comércio. Foi lá que ele envolveu-se numa briga e matou Vitor Ricardo, 35 anos, com um único disparo de arma de fogo. Depois disso, retornou para Juranda, no distrito de Primavera, onde sempre residiu.

(Com informações da Tribuna do Interior)