quinta-feira, 12 de março de 2020

ENGENHEIRO BELTRÃO: Fábrica de Led poderá ser instalada no futuro Parque Industrial do Município; a reunião que contou com empresários e comunidade lotou a câmara


O encontro aconteceu às 14 horas desta quarta-feira (11), no plenário da câmara de vereadores de Engenheiro Beltrão. O prefeito Rogério Riguetti reuniu empresários, bancários, sindicato, vereadores, servidores e lideranças da comunidade. A reunião teve por objetivo principal receber o empresário da capital do estado, Rivelino Ribas Machado, acompanhado de seu diretor executivo Sandro. Eles estudam a possibilidade de expansão da empresa, trazendo uma filial, na linha de produção, para o município de Engenheiro Beltrão. 


O prefeito, Rogério Riguetti, destacou o trabalho que vem sendo realizado, desde o início da gestão, no desenvolvimento econômico e na busca por empresários que queiram investir no município.


R$9.402.755,58 (Nove Milhões, quatrocentos e dois mil, setecentos e cinquenta e cinco reais e cinquenta e oito centavos); este foi o valor de crédito concedido, trazido por Lucimara Parolin Grego, Secretária de Indústria e Comércio e responsável pelo setor de crédito – Fomento Paraná. A secretária falou sobre os investimentos, através de financiamentos de crédito, para atender empresários do município. Lucimara lembrou que esse valor se refere a projetos implantados durante esses 38 meses da gestão do prefeito Rogério Riguetti, atendendo empresários do município que fizeram com que esse valor girasse dentro da própria economia local, o que beneficia diretamente a população. Engenheiro Beltrão, como um dos municípios na liderança estadual na liberação de financiamento empresarial, segundo informou Lucimara, a meta da gestão é atingir, dentro dos 48 meses, os R$10 milhões de reais em financiamento a classe empresarial. A secretária lembrou ainda dos incentivos dados diretamente pelo município, como na concessão de terrenos para instalação de empresas e também na questão de alugueis pagos às empresas geradoras de mão de obra que atendem a população, que totalizaram até agora pouco mais de R$400 mil reais. Ao final a secretária agradeceu o apoio do prefeito Rogério Riguetti e câmara de vereadores, destacando que, além de tudo que já foi realizado, a pasta continua atuando nos projetos de capacitação de mão de obra especializada para atuação nas empresas do município.


“Nós precisamos do apoio de todos vocês para continuarmos, dos empresários, das pessoas que aqui estão, digo que todos somos pelo município e vamos continuar efetuando todas as nossas ações, essas ações foram efetuadas nesses 38 meses que estamos à frente da pasta”, finalizou Lucimara Parolin Grego.
Valdir Hermes da Silva, presidente da câmara, agradeceu todos que se fizeram presentes na reunião, lembrando que o trabalho do legislativo tem sido feito com ética e que tem apoiado todas as ações positivas do poder executivo. Lembrou ainda que chegou a câmara o projeto de lei, enviado pelo executivo, que trata da aquisição de terreno para implantação do Parque Industrial de Engenheiro Beltrão e que deverá ser votado na próxima segunda-feira (16). 


“E dizer ao senhor prefeito e toda a nossa comunidade, que todos os atos vindos do poder executivo, essa casa de lei não pensou duas vezes em aprovar, porque vinha e vem de encontro aos anseios de toda nossa população e de toda nossa sociedade”; disse Valdir Hermes da Silva.

A presidente da ACIEB - Associação Comercial e Industrial de Engenheiro Beltrão, Lucimara Brambila, há três anos no cargo, falou do apoio da atual gestão municipal desde quando assumiu, destacando a abertura dada pela gestão, em especial na questão do fomento, liberando crédito para empresários do município através de tratativas diretamente feitas pela Associação Comercial.


“Esse dinheiro está sendo investido aqui dentro do nosso município, isso porque, portas abertas pela Lucimara e pelo Rogério que vem nos dando essa oportunidade de conhecermos e estar ajudando os nossos comerciantes”; finalizou Lucimara
O prefeito Rogério Riguetti agradeceu a todos, em especial ao Conselho de Desenvolvimento Econômico, fazendo referência especial a câmara de vereadores do município que tem trabalhado muito. Riguetti também destacou o trabalhou de todos os secretários e empresários, não deixando de citar o trabalho da Polícia Militar, através do sargento Sontag, que tem trabalhado firme para diminuir os índices de criminalidade. Sontag recebeu uma salva de palmas da plateia presente.

Riguetti lembrou de parte da história do município e do desenvolvimento econômico de outras regiões do estado, destacando importantes corredores industriais como, Ponta Grossa/capital, Maringá/Londrina e Cascavel/Foz do Iguaçu, fazendo assim uma referência com o trecho de engenheiro Beltrão, que foi esquecido no passado e não teve a atenção merecida. Riguetti lembrou que Engenheiro Beltrão sempre teve as melhores terras e a economia no passado não se voltou para a produção industrial, como outros grandes centros. 

“Nós temos que obrigatoriamente criar um ambiente psíquico, um ambiente favorável, um pensamento positivo para que nós de uma forma muito tranquila possamos chegar aos nossos objetivos, alcançar os nossos ideais, buscar as metas que colocamos e sentamos em 2017 para analisar o porquê Engenheiro Beltrão havia chegado aonde chegou e tivemos respostas importantes”; disse Riguetti ao comentar sobre as falhas do passado em relação a preocupação com a industrialização do município.
Durante toda sua fala Riguetti deixou demonstrado a necessidade de investimento na indústria, que gera emprego e renda aos munícipes e destacou o trabalho que vem realizando nesses 38 meses, lembrando que não se preocupou em divulgar publicamente a maioria das ações da atual gestão, já que muitas vezes estava preocupado em trabalhar e comum é funcionários encontra-lo comendo uma marmita dentro do gabinete, para não perder tempo e continuar trabalhando.

O prefeito Rogério finalizou parabenizando a todos e agradeceu o apoio da comunidade e empresários, que lotaram a câmara de vereadores, e convidou os empresários Rivelino e o diretor Sandro, da Luxfort do Brasil, para uma fala breve sobre a empresa e as expectativas de investimento.

O empresário Rivelino Ribas Machado falou da empresa e enalteceu o apoio de todos, citando a linha de produção da Luxfort do Brasil e seu tempo no mercado. Ribas destacou os investimentos realizados pela indústria de Led, relação comercial com a China e a necessidade do Brasil investir em tecnologia própria, que há muitos anos a Luxfort já vem desenvolvendo no setor. Ele se mostrou animado com a ideia de implantar uma filial da empresa no município e o projeto que já está em andamento deverá ser concluído em breve, já que atende as metas de expansão da Luxfort do Brasil, que no último ano gerou receita na casa de 40 milhões de reais.


LUXFORT DO BRASIL - EMPRESA


Em meados de 2004, começou o sonho de construir uma empresa no segmento de iluminação pública, mas, como tudo leva tempo, foi-se amadurecendo a ideia. Assim, em 2005, iniciaram-se os primeiros projetos do que viria a ser a Almirante Iluminação de hoje.

Em 2007 nasceu a Luxfort do Brasil, com 1.000 metros de área construída e cinco funcionários, com o objetivo de ser uma indústria de produtos para iluminação pública que oferecesse soluções completas para o setor. Por isso, investiram em veículos, estrutura, equipamentos e qualificação de funcionários.

A Luxfort do Brasil começou fabricando braços padrão ABNT, apenas para instaladores e revendas, mas a iniciativa empreendedora levou a empresa a buscar certificações de concessionárias, o que resultou em maior qualidade nos produtos e possibilitou a elaboração de novos projetos.

No final de 2007, a empresa já possuía em sua linha de produção: braços para iluminação pública, reatores de descarga para lâmpadas de alta pressão, luminárias para linha pública e controles fotoeletrônicos. Com tudo isso, foi necessário expandir a área, ou seja, mais investimentos. Hoje a empresa conta com 6.000 m² de área construída e equipamentos com capacidade para produzir até 2.000 reatores por dia em sua linha de produção.