sábado, 28 de março de 2020

Prefeito de Campo Mourão manterá decreto que fecha comércio e diálogo com líderes do comércio



O prefeito Tauillo Tezelli disse nesta sexta-feira (27) que apesar da manifestação de um grupo de empresários da cidade, o decreto que restringiu a atividade comercial e determinou o isolamento social em razão do Coronavírus continuará em vigência até o dia 4 de abril. Ele ressaltou que o município continua em permanente diálogo e análise da situação com representantes dos empresários da cidade.

“Desde o início nós já sabíamos dos prejuízos, dos transtornos, mas ouvimos os técnicos para tomarmos a melhor decisão. Quando fazemos um decreto, fazemos com responsabilidade. Os empresários têm uma diretoria que foi eleita como representantes e com eles conversamos antes de publicar o decreto e vamos continuar conversando”, justificou o prefeito.

O chefe do Poder Executivo acrescentou que o intuito é preservar a vida das pessoas. “Estamos fazendo isso nesse período de 14 dias, que segundo os técnicos da Saúde é o ciclo de maior contaminação. Quando vencer o decreto, na próxima semana, temos que avaliar como estará a situação”, explicou.

A decisão do prefeito tem o respaldo do Ministério Público Estadual, que nesta sexta-feira (27) expediu recomendação administrativa para que o município mantenha as medidas de isolamento previstas no decreto. Sete promotores assinaram o documento, onde recomendam que “qualquer ação deve ser amplamente discutida com o Comitê Municipal de Gestão da Crise”.

O prefeito lembra que a estrutura de saúde pública e privada no município não comporta um aumento significativo de casos em que o paciente necessite de internação. Todos os dias o município emite boletins sobre a evolução da situação em relação aos exames coletados e casos suspeitos. “Ninguém de nós gostaria de estar vivendo essa situação, que é inédita no mundo. Os casos positivos da doença tem crescido assustadoramente no país, o que reforça a necessidade de manter os cuidados que já estamos tomando”, completa o prefeito.