quinta-feira, 2 de abril de 2020

BARBOSA FERRAZ - Coronavírus: Omissão na falta de informações sobre pacientes internados gera muitas dúvidas e questionamentos


A secretaria municipal de saúde de Barbosa Ferraz informou, nesta quarta-feira (1), que duas pessoas foram internadas com suspeita de coronavírus. Uma peça publicitária foi divulgada através das redes sociais com informações de seis casos suspeitos.


Em outra informação realizada através de um vídeo curto, onde aparece o prefeito Miliossi e uma médica da secretaria municipal de saúde, não é possível saber detalhes sobre a situação, já que apenas usaram as redes sociais para informar sobre internamento de dois pacientes, casos suspeitos, e a mudança de critério adotada pelo governo do estado, onde os casos agora são classificados como comunitários.

Na divulgação foi omitido a idade dos pacientes, se fazem parte da faixa de risco, a região onde moram, se se eles são moradores do município ou se são visitantes e em que circunstâncias, dois dos seis casos suspeitos, foram internados e se realmente estão internados no município, qual o quadro clinico dessas duas pessoas e também como foram tratados os servidores que tiveram o primeiro contato com os dois pacientes, já que o próprio prefeito disse em vídeo que o município não possui equipamentos apropriados e aguarda o envio.

Muitos moradores estão enviando mensagens querendo saber pelo menos a região do município onde os casos suspeitos foram registrados.

Outra questão que gerou muitas dúvidas, em relação ao informativo, é em que circunstância esses pacientes estão internados, onde estão internados e quais foram as medidas de isolamento e de contato. Se estão dentro do hospital municipal, quais as medidas de prevenção estão sendo adotadas, e foram, para impedir o contágio de servidores da saúde que retornam para suas casas e tem contato com outras pessoas, já que o resultado dos exames ainda não chegou.

Os questionamentos se dão por uma questão muito simples, o próprio prefeito, no vídeo, afirma que o município não conta com roupas e equipamentos apropriados para lidar com o vírus e que está tendo muitas dificuldades para conseguir os equipamentos para que os servidores da saúde, que lidam com pacientes, fiquem protegidos. O prefeito disse ainda que aguarda o envio desses equipamentos.

Apesar de afirmar que existem quatro pessoas suspeitas em isolamento domiciliar, foi confirmado que apenas os dois pacientes que apresentarem sintomas e foram internados é que passaram por coleta de material para realização de exames, isso até que o governo do estado envie os testes rápidos.

Com informações muito vagas, inclusive de onde estas pessoas estão internadas e quais os sintomas apresentaram, o anúncio acabou gerando muitos questionamentos.

A reportagem da coluna tentou contato com a secretaria de saúde, nesta quarta-feira (1), para obter maiores esclarecimentos, mas até o fechamento desta reportagem, não obteve qualquer resposta.

DENGUE

Na última semana, dia 27 de março, dois dias após envio de relatório da dengue e divulgado pela própria secretaria municipal de saúde, o município corrigiu e informou que houve um erro na computação dos dados em relação aos positivos e apresentou total de positivos de 1.383, uma diferença de 43 casos positivos a menos do divulgado.

Os números dos últimos sete dias ainda não foram divulgados.