terça-feira, 12 de maio de 2020

Dentista é preso acusado de mostrar o pênis para criança de 10 anos; caso aconteceu em Jandaia do Sul


Um dentista de Jandaia do Sul foi preso pela polícia civil, por volta das 17 horas desta segunda-feira (11), após supostamente mostrar os seus órgãos genitais para uma criança de 10 anos que foi levada até o seu consultório por uma tia para fazer tratamento dentário.

Segundo o delegado de Jandaia do Sul, Gustavo de Pinho Alves, em entrevista ao apresentador do Programa Vale do Ivaí em Alerta, após fazer uma análise na dentição da criança, o dentista a levou para uma sala onde ficou sozinho com ela e teria mostrado a sua órgão sexual para a mesma.

“A criança ficou muita abalada emocionalmente e chorando muito. O dentista teria tentado dar uma explicação para a tia da suposta vítima, mas não foi convincente. Assim que tomamos conhecimento do fato através de informação repassada pela tia da criança, fomos até o consultório e prendemos o dentista”, disse o delegado, acrescentando que essa seria a segunda vez que fato teria ocorrido e por isso a criança pediu a familiares que queria trocar de dentista para fazer tratamento odontológico, demonstrando muito abalo emocional.

O delegado Gustavo disse que o dentista negou que tenha mostrado os órgão genitais para a criança, mas afirmou que teria soltado o cinto para arrumar o zíper ou botão da calça que estaria caindo, pois o mesmo estaria frouxo. “Percebemos no interrogatório que ele não estaria falando a verdade e o autuou em flagrante com base no artigo 218 do Código Penal: “Praticar, na presença de alguém menor de 14 (catorze) anos, ou induzi-lo a presenciar, conjunção carnal ou outro ato libidinoso, a fim de satisfazer lascívia própria ou de outrem: Pena – reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos.”, disse o delegado.

Ele acrescentou que o homem é casado, mora em Apucarana e tem filhos. “Como cabe fiança para esse tipo de crime e o autuado em flagrante tem boas condições financeiras, arbitramos uma fiança de alto valor e após o pagamento da mesma ele vai ser colocado em liberdade para responder um processo criminal”, completou o delegado Gustavo de Pinho Alves.

*Com informações do canal 38