quarta-feira, 20 de maio de 2020

Moradora de Engenheiro Beltrão caiu no golpe do bilhete premiado e perdeu R$ 2 mil reais



Uma moradora da cidade de Engenheiro Beltrão, de 80 anos, perdeu R$ 2 mil nessa terça-feira (19), ao cair no golpe do bilhete premiado. A idosa foi abordada por uma mulher quando se deslocava até uma agência lotérica para fazer o pagamento de uma conta, dizendo que tinha um bilhete premiado, porém não sabia fazer o saque. 

A idosa relatou à PM que em seguida chegou um homem que se apresentou como advogado e teria feito uma ligação, fazendo a confirmação do suposto prêmio. Ele então ofereceu ajuda à suposta ganhadora do bilhete premiado. Ela disse, no entanto, que só iria ao banco se a vítima a acompanhasse. E com a condição de que ela sacasse algum valor como garantia. 

Diante disso, moradora realizou dois saques, totalizando R$ 2 mil e entregou para a estelionatária. Insatisfeita com a quantia recebida, ela questionou a idosa se tinha mais dinheiro na conta. Ao ser informada que sim, a dupla então sugeriu à vítima que os acompanhasse até Campo Mourão para fazer outro saque. 

Não percebendo que se tratava de um golpe, a senhora seguiu então a Campo Mourão com os dois estelionatários. Porém, ao chegar a cidade, informou que não se lembrava da senha, e que fazia saques apenas com o uso da digital. Os criminosos então a convenceram de que ela teria que fazer contato com o banco para trocar a senha. 

A idosa relatou ainda à PM que após a troca da senha, ela repassou o cartão e dados à dupla, que pediu que ela aguardasse, pois logo voltariam para fazer o saque do suposto prêmio e levá-la embora. No entanto, após esperar por mais de três horas, a vítima acionou a PM, já por volta das 15h30. 

Ao serem informados sobre o ocorrido os policiais fizeram contato na agência bancária e, juntamente com a vítima, conseguiram cancelar o cartão. Também foi verificado que até aquele momento os estelionatários não haviam feito saques utilizando a nova senha.

*Inf. da PM e Tribuna do Interior