quarta-feira, 15 de julho de 2020

BARBOSA FERRAZ: Cinco anos da maior apreensão de drogas da história do município


Na última segunda-feira (13) completou 5 anos da maior apreensão de drogas já registrada pela Polícia Militar em Barbosa Ferraz. Na madrugada do dia 13 de julho de 2015 a PM patrulhava o centro da cidade quando avistou um veículo Astra com placas de Curitiba e os policiais de serviço, na época Sd Euvino, Sargento Xavier e outro integrante da equipe, conseguiram abordar o veículo que passou em alta velocidade pela cidade, quando o motorista avistou a viatura, e só foi parado entre os município de Barbosa Ferraz e Fênix. O veículo que ele dirigia também era roubado.

Na ocasião foram apreendidos mais de meia tonelada de maconha. Foram 715 tabletes da droga que pesaram 610 quilos. Além de dois tabletes de Haxixe. Essa foi à maior apreensão de drogas já registrada na história do município de Barbosa Ferraz. Um homem de 37 anos de idade, que dirigia o veículo, foi preso.

A ocorrência -


PM de Barbosa Ferraz apreende 610 quilos de maconha e recupera veículo roubado

A apreensão da droga aconteceu por volta das 04 horas da madrugada desta segunda-feira (13) depois que policiais militares de Barbosa Ferraz abordaram um veículo GM/Astra com placas de Curitiba. A apreensão de 705 tabletes de maconha e dois de Haxixe foi à maior já registrada na história do município de Barbosa Ferraz. Um homem de 37 anos de idade, que dirigia o veículo, foi preso.

Uma equipe da Polícia Militar de Barbosa Ferraz realizava rondas na região bancária, no centro da cidade, quando avistaram o veículo GM/Astra placas AQK-8786 de Curitiba, que passou pelo centro em alta velocidade, momento em que a equipe realizou o acompanhamento, conseguindo fazer a abordagem na rodovia que liga Barbosa Ferraz à Fênix, próximo da ponte sobre o Rio Lontras, no bairro Alvorada.

O veículo era conduzido por José Luiz dos Santos, 37 anos de idade. Em conversa com nossa reportagem, o motorista disse que pegou a droga em um posto de combustíveis em Cascavel e a levaria até a Rodovia Castelo Branco em São Paulo, onde deixaria o veículo em um posto de combustíveis. Pelo transporte ele afirmou que receberia R$5.000,00 (Cinco mil reais). Ele confessou ainda que ficou preso três meses, segundo ele por contrabando de cigarros.

A droga, o veículo e o traficante preso foram levados para o Destacamento da Polícia Militar de Barbosa Ferraz. Durante vistoria os militares descobriram também que o veículo foi roubado no bairro Pinheirinho em Curitiba e estava usando placas frias. No veículo também foi apreendido um rádio ligado na frequência da polícia.

O comandante da Polícia Militar de Barbosa Ferraz, Sargento Xavier, acompanhou toda a ocorrência e informou que a droga (705 tabletes de maconha) pesou 640 quilos e de acordo com informações do preso, ao ser vendida em São Paulo poderia gerar um lucro de mais de meio milhão de reais aos traficantes.

O preso, veículo e drogas foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Barbosa Ferraz.

(Fonte: Coluna do Rato)

Algum tempo após o caso, por ordem da justiça, toda a droga foi queimada nos fornos da Coamo. A queima foi acompanhada pela promotoria de justiça, policiais civis e militares.