sexta-feira, 21 de agosto de 2020

Ajudem a Salvar o Vinícius



A campanha vem sendo realizada para arrecadar fundos para o tratamento de uma doença rara, que acometeu o bebê de apenas 7 meses. 

Vinícius é de Engenheiro Beltrão e tem Ame tipo 1, uma doença rara e grave que afeta os neurônios motores responsáveis por ações como se movimentar, andar, falar, comer e respirar. 



Os pais de Vinicius, Douglas e Rayane, travam uma luta contra o tempo para que seu filho tenha acesso ao tratamento que corrige a falha genética da doença. O medicamento custa 12 milhões de reais e deve ser tomado até o limite de dois anos de idade, para que possa agir no organismo de Vinicius. 

O pequeno Vinicius atualmente está sendo tratado com a Spinraza, que é um medicamento que controla o avanço da doença.

Além da medicação ministrada para controlar o avanço da doença, ele ainda precisa de acompanhamento de fisioterapia motora e respiratória e fonoaudióloga, tudo isso para evitar que ele tenha mais percas e seu corpo seja estimulado, para não se atrofiar por completo.

Foi aberto uma campanha Ame Vinícius na página do Facebook (AQUI) e Ame Vinícius Brito no Instagram AQUI e  AQUI - , aberto várias contas e formas de doar.

Hoje, dos 12 milhões que a família precisa, eles tem pouco mais de 111 mil reais, estão sendo feitas rifas em várias localidades, cofrinhos para troco solidário, tudo isso para tentar o mais rápido possível que ele receba a medicação, porque todas as percas que ele tiver não se pode recuperar mais, infelizmente.

Por isso além de lutar contra a doença, a família luta contra o tempo.

Na região existem rifas acontecendo, quem for dessas localidades e quiser ajudar: rifas em Luiziana, Paiçandu, Campo Mourão, Maringá, Engenheiro Beltrão, Mato Rico, Fênix e Quinta do Sol.

Quem quiser e se sentir tocado a ajudar, contate através das páginas do Vinícius para maiores informações. Você também pode colaborar através das contas informadas! O pedido dos pais é que as pessoas colaborem com o que puder, porque todo o valor, seja pouco ou muito, deixa a família mais próxima de conseguir o tratamento!

Quem tem ame tem pressa!