terça-feira, 18 de agosto de 2020

Ex-vereador da região, condenado por Pedofilia, é solto e cumpre pena em casa com tornozeleira.



Claudemir Ramos, o "Cláudio da Padaria", condenado a 4 anos e 7 meses, em junho, por armazenar fotos íntimas, de uma garota de 13 anos, foi solto na semana passada e está cumprindo a pena em casa, monitorado por tornozeleira eletrônica. O ex-vereador do município de Jussara, na região de Cianorte, tem algumas restrições para cumprir, como o horário estabelecido que pode sair de casa. 

"Claudio da Padaria" foi preso em novembro de 2019, depois que a mãe de uma adolescente, de 13 anos, o denunciou a polícia. Ele, com 39 anos, usando as redes sociais, se passou por um garoto, de 16 anos, e conquistou a menina, de uma família conhecida dele. Após inúmeras conversas, que se estendeu por vários dias, ele convenceu a vítima a lhe enviar fotos nua. A garota, apaixonada, cedeu ao pedido e mandou diversas imagens mostrando o próprio corpo.

Ele só foi descoberto e desmascarado depois de enviar um áudio. A voz era familiar e a vítima procurou a mãe que reconheceu a mensagem como sendo do vereador. Com a orientação da polícia, às conversas foram mantidas e mais provas foram conseguidas nas investigações. 

Preso, o vereador a época, teve o aparelho celular apreendido, onde as fotos da vítima e de outras meninas, foram encontradas em uma pasta oculta. Segundo a polícia, ele também participava de grupos pela internet que trocavam as imagens.
 
A defesa de Claudemir conseguiu na justiça impedir a votação para cassação do mandato dele, agendada meses depois da prisão. Mesmo assim, foi cassado pela número de faltas na sessões da câmara e deixou de receber o salário de vereador. 

A defesa já se pronunciou, dizendo que vai recorrer da decisão da condenação e da cassação do mandato. 

(Informações e foto Jota Júnior)