quarta-feira, 19 de agosto de 2020

Polícia prende quatro homens suspeitos de estupro coletivo em Apucarana



A Delegacia da Mulher de Apucarana, no norte do Paraná, prendeu quatro homens suspeitos de participação de um estupro coletivo. O crime aconteceu em 23 de julho e envolve uma jovem de 19 anos com deficiência intelectual. Os suspeitos têm 19, 21, 25 e 30 anos e foram presos temporariamente.

Conforme a titular da Delegacia da Mulher, delegada Sandra Nepomuceno (foto), a vítima, que é aluna da Apae, tem uma mentalidade de uma criança de nove anos, toma remédios controlados para depressão e convulsão.
“A vítima teve uma discussão com a sua mãe e saiu de casa durante a noite e ficou andando a pé. Em uma rua no bairro Tancredo Neves ela foi abordada por quatro homens que estavam em um carro preto. Eles a chamaram para entrar no carro falando que iriam comer um lanche, depois a levaram para um terreno baldio e todos mantiveram relações sexuais com a jovem. Após o estupro, ela foi deixada na rua e pediu por ajuda”, detalha a delegada.
Após intensas investigações e com o uso de imagens de câmeras de segurança, a polícia conseguiu identificar o veículo usado pelos estupradores. O proprietário do carro foi preso no dia 14. “Depois da prisão dele, chegamos até os outros três suspeitos, que foram presos temporariamente”, explicou a delegada.

Conforme a chefe das investigações, todos os suspeitos negam a violência sexual. “Eles devem responder por estupro de vulnerável na modalidade coletivo. Eles afirmam que tiveram consentimento da vítima. Contudo, a jovem tem uma deficiência intelectual bastante visível. Ela é muito inteligente, mas é perceptível que ela não tem nenhuma maturidade”, comenta a delegada. 

(TN Online).