terça-feira, 13 de outubro de 2020

Agricultor mata a mulher é morto a tiros por policial militar no Paraná


A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar dois homicídios, supostamente ocorridos por motivação passional na noite de domingo (11), em Ribeirão do Pinhal – Norte Pioneiro paraense.

De acordo com o boletim de ocorrência, o agricultor Nei Silvério Nunes, 38 anos, teria atirado contra sua mulher, Alessandra da Silva Nunes, 36 anos, em uma casa na rua Antônio Rosa, no Jardim Bandeirantes. Em seguida ele teria colocado a vítima em seu carro (um Fiat Uno) e seguido para o sítio da família no bairro Barro Branco.

O policial militar Everton Danilo da Silva estava próximo a casa e ouviu o disparo de arma de fogo. Ele viu quando o suspeito deixou a residência com a vítima e seguiu o veículo até o sítio Nossa Senhora Aparecida, onde deu voz de abordagem ao condutor, que, segundo o PM, teria apontado um revólver para ele.

O policial então sacou sua arma (uma pistola .40 da corporação) e efetuou nove disparos contra o agricultor, sendo que quatro tiros o acertaram no tórax e na cabeça.
O PM solicitou apoio e descolocou com Alessandra para o hospital da cidade, onde a equipe médica constatou o óbito. Uma equipe do Samu foi até o sítio e constatou que Nei Silvério Nunes também estava morto.

O policial militar Everton Danilo da Silva estava de folga e foi autuado em flagrante por suspeita de homicídio. Ele se encontra detido no 2º Batalhão de Jacarezinho à disposição da Justiça. O policial alegou que agiu em legítima defesa. A PM também instaurou Inquérito Policial Militar para apurar o caso. (Portal Tá no Site).