segunda-feira, 5 de outubro de 2020

Travesti foi executado por vingança em São Pedro do Ivaí, afirmam testemunhas


A Polícia Civil de Jandaia do Sul, que investiga o assassinato do travesti conhecido por “Bia”, morto a tiros na tarde deste sábado (3), em São Pedro do Ivaí, já possui informações do crime e autoria. 

De acordo com as informações da polícia, após supostamente o travesti ter mantido contato amoroso com o acusado do crime, Bia teria feito imagens do encontro e após um desacerto com o acusado teria mandado as informações do encontro para a esposa do acusado.

Revoltado com a situação, o homem, que trabalha em uma empresa que presta serviço no município de São Pedro do Ivaí, procurou o travesti e atirou na cabeça da vítima, que caiu na calçada e teve morte instantânea.

O crime chocou testemunhas. Relatos extraoficiais dão conta de que era prática comum da travesti Bia, este tipo de situação envolvendo seus supostos clientes, onde após os encontros, os casos muitas vezes eram vazados e causavam grandes transtornos para os envolvidos, que muitas vezes eram casados.
“O crime de homicídio aqui já está esclarecido. O travesti divulgou vídeo na rede social, dizendo que havia mantido relações sexuais com um rapaz que trabalha numa empresa conceituada. Ele mandou este vídeo para familiares dele, por isso, acabou baleado”, disse um morador, que não quis se identificar.