sábado, 28 de novembro de 2020

BARBOSA FERRAZ: Acusado de matar médico é preso; estava traficando em B.Ferraz, informou polícia


O caso foi divulgado pela Polícia Civil durante a noite desta sexta-feira (27), logo após o preso ter sido transferido, por volta das 22h, para a o município de Castro, onde havia contra ele um mandado de prisão em aberto, onde é acusado de participação no assassinato de um médico, em junho de 2019. 

O homem também acabou autuado, na quinta-feira (26), pelo crime de tráfico de drogas, em Barbosa Ferraz, mas devido à alta periculosidade, a delegacia de Barbosa Ferraz aguardava os agentes de Castro, para remoção do preso. O acusado ainda seria membro de uma conhecida organização criminosa do estado de São Paulo, com ramificação por todo Brasil.

Prisão em Barbosa Ferraz

Na quinta-feira (26), no final da manhã, Policiais Civis e Militares de Barbosa Ferraz, no âmbito da “Operação Sinergia”, deflagrada pela Secretaria de Segurança Pública do Paraná, deram cumprimento a um mandado de prisão temporária, contra um indivíduo, que segundo a Polícia Civil, da facção PCC, que estava escondido no município de Barbosa Ferraz e segundo informações do delegado, Drº Carlos Gabriel Stecca, é suspeito de participação na morte de um médico na cidade de Castro. O assassinato do médico aconteceu em junho de 2019.

Ainda segundo Stecca, as investigações para localização do suspeito já aconteciam há algumas semanas, quando investigadores de Barbosa Ferraz trocaram informações com a equipe de investigadores da delegacia de Castro.

Os investigadores de Barbosa Ferraz conseguiram levantar informações de que o foragido poderia estar escondido em uma propriedade rural na região do distrito de Paraíso do Sul, onde ele permanecia por certo tempo, e nos últimos dias teria vindo para uma casa na cidade, na Rua Santa Catarina, região da Vila Mineira, onde estaria morando com uma companheira.

Após monitoramento do local, os policiais civis e militares, entraram na casa na manhã desta quinta-feira (26), quando o suspeito foi encontrado junto com a companheira.

Durante buscas na casa os policiais localizaram também duas porções de drogas, maconha e cocaína, munições e três balanças de precisão, além de uma máquina de passar cartão, possivelmente utilizada para receber dinheiro da venda de entorpecentes, segundo o delegado.

O homem então foi preso, autuado em flagrante por tráfico, e levado para Delegacia de Polícia Civil de Barbosa Ferraz, de onde foi removido por agentes da Polícia Civil de Castro, onde ele responde pelo homicídio do médico.

Crime em Castro

O médico Luiz Felipe Fiorillo, de 66 anos - (imagem abaixo) - foi morto com um tiro na cabeça enquanto saía do consultório onde trabalhava, por volta das 21h30 da quinta-feira (06/06/2019), na Rua General Câmara, no Centro de Castro, na região do Campos Gerais do Paraná. 


De acordo com a Polícia Civil, a vítima morava em cima do consultório. Ele atuava como clínico geral e ginecologista. 

Na noite da quinta, dia 6 de junho de 2019, segundo a polícia, ele havia terminado de atender e saiu do consultório para subir para casa, quando foi atingido por um tiro na cabeça.

O homem foi atendido pelo Siate no local e depois foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade. Mais tarde, pela gravidade do estado de saúde do médico, ele foi encaminhado para um hospital de Ponta Grossa, também na região dos Campos Gerais do estado.

Por volta das 5h30 da sexta-feira, 07/06/2019, o médico não resistiu aos ferimentos e morreu.

Conforme a polícia, testemunhas relataram que na hora do crime viram um carro Fusca saindo do local.

Na época do crime o caso foi investigado como execução e não latrocínio, já que nada foi levado do médico e ele teria sido vítima de tocaia e alvejado na cabeça.