quinta-feira, 12 de novembro de 2020

BARBOSA FERRAZ: Denúncia de crime eleitoral por compra de votos envolve candidata Marinalva Carvalho; Caso já está no MPPR





Uma moradora de Barbosa Ferraz acabou envolvida em um caso de crime eleitoral com uma possível compra de votos envolvendo a candidata Marinalva Carvalho (PL), através de entrega de cesta básica em pleno período eleitoral.

O caso acabou gerando grande repercussão nas redes sociais após os áudios das conversas viralizarem nas redes sociais.

Na transcrição do áudio a mulher aparentemente conversa por mensagens de áudio pelo WhatsApp com uma suposta amiga, para avisar sobre o esquema com cestas básicas. Ela ainda se refere a um homem que trabalha no comitê da candidata Marinalva, que mora na Vila do Roque, explicando que ele é quem faz a entrega das cestas básicas, mas que antes teria que conversar direto com ela; 

“Não, não é ela que vai entregar, quem que entrega é o Jaiminho que vê esse negócio da cesta, mas daí tem que conversar com ela lá, sabe, mas é o Jaiminho que entrega. É direto com ela, mas não pode envolver comentário nenhum, na verdade quem deu é o Jaiminho sabe, eu não tenho o telefone deles e nem e nem da Marinalva eu não tenho. É direto com ela mesmo, [...] tem que lá ver, é difícil ver ela, bom, de tarde se pode estar lá depois das três horas, só que senão se não pode nem comentar que estão distribuindo essas cestas, senão Deus o livre.”


Após a amiga da envolvida vazar o áudio o caso ganhou grande repercussão e chegou ao conhecimento da promotoria de justiça eleitoral, que segundo informações realizou diligências e localizou a mulher que gravou os áudios. Informações da própria envolvida, o promotor de justiça esteve na casa dela e mostrou vários áudios dela, que teria confirmado a situação ao Ministério Público.


Ainda segundo as informações, o MP teve o conhecimento dos fatos após outro morador da cidade, conhecido por Celso Ferreira Lima, encaminhar todos os áudios, denunciando o possível crime eleitoral de compra de votos através de doação de cestas básicas. Além da denúncia feita por Lima, outra representação criminal foi encaminhada ao MPPR para investigação de crime eleitoral, o que pode, se confirmado com as provas e depoimentos, resultar na cassação da candidata Marinalva Carvalho.

Ainda ontem, outra representação criminal envolvendo o caso foi protocolado junto a Justiça Eleitoral pelo crime de compra de votos por parte da candidata Marinalva Carvalho.

A candidata envolvida no caso não foi localizada para comentar as denúncias de crime eleitoral. O caso agora segue sendo investigado.