domingo, 8 de novembro de 2020

BARBOSA FERRAZ - Eleições: "Parto" prematuro ?



A divulgação da pesquisa aconteceu nesta sexta-feira (7), no início da manhã. A candidata Marinalva Carvalho acabou cometendo uma gafe ao divulgar uma pesquisa onde ela aparece bem à frente dos outros dois candidatos, antes mesmo que o jornal, que em tese, teria realizado e contratado a pesquisa para saber como estão as intenções de voto no município de Barbosa Ferraz, divulgasse.

A candidata Marinalva e sua equipe passou a divulgar ainda no início da manhã de ontem (7), uma imagem montada, nas redes sociais onde ela aparece com números que acabaram sendo alvo de piadas e memes na internet, inclusive em uma das montagens alguns internautas colocaram o carimbo Fake News.

A reportagem da coluna ao ver os memes e as imagens divulgadas pela candidata no início da manhã de ontem, entrou em contato com o editor chefe da Tribuna de Cianorte, e questionou se eles haviam mesmo encomendado a pesquisa e se eram eles os autores do registro no TSE. O Jornalista da Tribuna de Cianorte então confirmou que eles teriam feito o levantamento, mas que os números ainda não haviam sido mostrados pelo jornal e ele ainda estava terminando de escrever a matéria para divulgação.

A conversa da coluna com o editor da Tribuna de Cianorte aconteceu por volta das 11h30min de ontem. Só uma hora após nosso contato, às 12h25min da tarde, eles divulgaram a notícia, cerca de três horas após a candidata Marinalva já estar divulgando os mesmos números nas redes sociais, por volta das 08h44min da manhã.

O erro de estratégia da candidata Marinalva acabou causando uma saia justa, já que os dados da pesquisa não poderiam ser de conhecimento de ninguém, a não ser de quem encomendou, e demonstrou que ela já estava a par de tudo.

Os outros dois candidatos de Barbosa Ferraz, Luciano e Miliossi, foram procurados para comentar o caso, mas sequer tiveram interesse no assunto. Luciano apenas se reservou a dizer que nessa reta final esse tipo de situação não o espanta.

Na capa do jornal impresso sequer menciona a pesquisa.