segunda-feira, 21 de dezembro de 2020

TJ-PR manda soltar motorista que provocou acidente que matou família, em Ivaiporã


A justiça mandou soltar o motorista acusado de provocar um acidente que resultou na morte de três pessoas da mesma família em Ivaiporã. Morreram o casal e uma criança de pouco mais de um ano.

A decisão da justiça foi tomada na última sexta-feira (18) e foi concedida pelo desembargador Antônio Loyola Vieira, do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR).

Claudimir Erico Nardini foi preso em flagrante no dia 13 de dezembro após, segundo a Polícia Militar (PM), provocar o acidente. Um dia após a tragédia a justiça da comarca de Ivaiporã havia decretado a prisão preventiva do acusado.

O acidente 



De acordo com as informações da Polícia Militar, o motorista da S10, que seria dono de um posto de combustíveis da cidade, estaria em altíssima velocidade, acabou rampeando em um trecho da rua e atingiu em cheio ao Fiat Uno, matando a família que estava no veículo. Ainda segundo a Polícia, a caminhonete, com uma das rodas arrancadas, só parou cerca de 100 metros do local do acidente.

O motorista da S10 se evadiu do local com medo de agressões de populares e foi localizado pela PM logo em seguida, na casa de um amigo. Ele confirmou ser o responsável e ainda ao fazer o teste do bafômetro, apresentou ingestão de álcool acima do limite permitido, o que é crime e foi preso em flagrante sendo levado para delegacia de Ivaiporã.

Defesa

A defesa do empresário afirmou que a manutenção da prisão preventiva seria o cumprimento antecipado da pena. "Estamos aguardando a conclusão do inquérito e a denúncia do Ministério Público para apresentação de defesa preliminar", disse o advogado Omar Yassim.