segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

BARBOSA FERRAZ - Covid: Clima esquenta nas redes sociais, Luciano cobra transparência e secretário apaga comentários

O clima esquentou nas redes sociais neste domingo (24), quando o secretário de saúde do município, Leandro Mello, publicou a chegada de doses de vacinas. O secretário não informou a quantidade de doses que haviam chegado no município e aproveitou para alfinetar quem critica o SUS. As informações levantadas são de 70 doses.

“Chegamos com um forte esquema de segurança feito pela ROTAM até Barbosa Ferraz. Agora serão mais barbosenses protegidos. Viva o tão criticado SUS”.

Logo após as postagens, internautas foram na rede social para comentar a ação, um deles, o professor Luciano Soares de Souza, que questionou quantas doses para a população haviam chegada.

A partir disso, Luciano fez nova consideração e pediu para que o secretário fosse mais claro, para não induzir quem lia a postagem ao erro, acreditando que a população iria começar a ser vacinada, quando na verdade as pouquíssimas doses serão apenas para servidores.

Logo em seguida o secretário apagou todos os comentários do professor Luciano, o que fez com que o professor questionasse o grande voluma de recursos financeiros que o município já recebeu para a pandemia, quase 2 milhões, onde só foi gasto na pandemia cerca da metade.

A coluna conversou com o secretário de saúde, Leandro Mello, que explicou que os servidores da saúde fazem parte da população. Ele foi questionado também porque apagou os comentários de Luciano. Ele se reservou a dizer que eles são amigos e lembrou ainda que caso sobre uma ou duas doses, pessoas que não são da saúde podem receber a vacina.

A coluna também questionou o secretário sobre a falta de clareza na postagem, em falar que mais barbosenses serão protegidos, criando uma falsa esperança de que os moradores já poderiam buscar a imunização, já que outros municípios, em suas publicações são claros em dizer para quem serão essas doses. O secretário mais uma vez disse que os servidores da saúde são população.

Veja os prints das conversas, inclusive os comentários do professor Luciano que foram apagados pelo secretário de saúde.